post

Marisa Monte – Verde Anil Amarelo Cor de Rosa E Carvão (1994)

marisa monte –  verde anil amarelo cor de rosa e carvão (1994)

Salve salve meus queridos leitores do site AHD, Bruno Machado para mais uma matéria sobre a música brasileira, e sim hoje temos música popular brasileira, tenho orgulho de trazer ao nosso site uma das maiores intérpretes e compositoras da nossa música: Marisa Monte.

Sei que a maioria do pessoal que segue nosso site sabe ou pelo menos sempre pensou que nunca me peguei ouvindo MPB. É, de certa forma vocês estão certos (rs), entretanto Marisa Monte sempre foi um ponto fora da curva do meu gosto musical, e meu primeiro contato com a voz dela foi no projeto Tribalistas, e posteriormente quando eu “bitolei” no acústico MTV do Titãs, eu me apaixonei de vez na voz de Marisa. A partir daí comecei a prestar mais atenção no rádio da minha mãe e conheci Amor I Love You, Na Estrada, Não Vá Embora e Gentileza.

Em meio a mais uma semana de pandemia (infelizmente) eu resolvi assistir o programa O Som do Vinil, apresentado por Charles Gavin, ex baterista do Titãs. O Canal Brasil está disponibilizando vários programas em seu canal no Youtube, e foi assim que bati o olho e tive a curiosidade de curtir o papo que Gavin teve com Marisa tanto sobre o disco Verde Anil Amarelo Cor de Rosa e Carvão como sobre a carreira da cantora. Aliás, o programa O Som do Vinil influenciou diretamente eu e meu amigo Flávio Oliveira a criar o blog A História do Disco, que posteriormente se tornou programa de rádio por alguns anos e hoje é esse maravilhoso site. A minha curiosidade em relação a carreira de Marisa Monte era enorme, e também rolava a vontade de trazer algum disco dela aqui pro AHD. Eu acabava esbarrando no pouco costume em ouvir MPB, admito. Ai vendo o programa comandado por Gavin meu “preconceito” e minhas dúvidas sumiram e a única frase que veio a minha mente foi: caralho, como essa mulher é foda!

Pode ser que você caro leitor não acredite, mas o primeiro álbum da cantora de cara foi um ao vivo produzido pro Nelson Motta após ela voltar da Itália e fazer uma turnê de três anos cantando brilhantemente versões de clássicos de Tim Maia, Titãs, Mutantes, Luiz Gonzaga e até Creedence Clearwater Revival. O estouro veio com Bem Que Se Quis, versão de uma canção italiana, a música entrou na trilha sonora da novela global Salvador da Pátria, de 1989.

Após todo o Brasil conhecer a sua voz espetacular, Marisa começou a compor para posteriormente lançar álbuns de estúdio, e contou com parceiros mais que especiais como: Arnaldo Antunes, Nando Reis e Carlinhos Brown. O mais legal é que em seus primeiros álbuns a cantora fez questão de homenagear intérpretes que definiram sua paixão pela música como: Cartola, Pixinguinha, Caetano Veloso, entre outros.

Escolhi trazer o álbum Verde Anil Amarelo Cor de Rosa e Carvão aqui para o AHD pois vejo ele mais “encorpado” do que o disco álbum Mais de 1991, primeiro de estúdio de Marisa Monte. Mas confesso, álbuns tem uma qualidade absurda, a roupagem de cada música, o cuidado com cada faixa, as vozes, a mixagem. Mas vamos lá, depois dessa geral no início da carreira da cantora, compositora e instrumentista carioca, vamos ao que interessa.

De cara vale ainda citar que esse segundo álbum de estúdio de Marisa Monte tem samba raiz, chorinho, samba rock e rock clássico. A cantora,compositora e instrumentista sempre mostrou ao seu público seu talento através dos estilos que há influenciaram os colocando em seus álbuns. Trouxe ainda mais nesse disco que foi gravado em Nova Iorque e teve a produção de Arto Lindsay.

A primeira faixa que destaco é Segue O Seco, cultura nordestina na veia, canção feita por Carlinhos Brown e dada à Marisa, videoclipe emocionante. O contraste entre zabumba, berimbau, acordeon, baixo e coral vai fazer você arrepiar de verdade. Outro sucesso que saiu desse disco foi Na Estrada, swing brasileiro puro, que conta com um instrumental envolvente e com a intérprete dando show, pra variar.

Mesmo tendo criado muita coisa legal com seus parceiros, nesse segundo disco de estúdio há versões dos mais variados estilos musicais, por exemplo, Pale Blues Eyes do Velvet Underground, Balança Pema de Jorge Ben Jor e Dança da Solidão, canção de Paulinho da Viola que Marisa gravou nesse álbum junto de ninguém mais ninguém menos que o mestre Gilberto Gil. Essa mistura de influências faz com que Verde Anil Amarelo Cor de Rosa e Carvão seja surpreendente e deliberadamente não rotulável, o que temos são canções interpretadas de forma espetacular, “apenas isso”.

A abertura do álbum se dá com voz e violão com a faixa Maria de Verdade, mais uma linda canção que nos trás a simplicidade na forma de cantar de Marisa, uma percussão se faz presente e também alguns elementos de orquestra. A raiz MPB se mostra clara em várias faixas de Verde Anil Amarelo Cor de Rosa e Carvão, mesmo porquê esse estilo musical se tornou a verdade identidade da intérprete a cada ano. Quase fechando essa obra prima temos Enquanto Isso, outra parceria de Marisa e Nando, a faixa ainda conta com a participação de Laurie Anderson.

Bom meus caros leitores eu vou ficando por aqui e espero que vocês tenham gostado da matéria, aqui embaixo vou deixar o link para vocês acessarem o programa o Som do Vinil que me influenciou e também me ajudou a escrever sobre um maravilhoso álbum de uma das maiores cantoras da música brasileira. Grande abraço e até mais 😉

Faixas do Disco

1 – Maria de Verdade

2 – Na Estrada

3 – Ao Meu Redor

4 – Segue O Seco

5 – Pale Blues Eyes

6 – Dança Da Solidão

7 – De Mais Ninguém

8 – Alta Noite

9 – O Céu

10 – Bem Leve

11 – Balança Pema

12 – Enquanto Isso

13 – Esta Melodia

Ouça na íntegra o álbum Verde Anil Amarelo Cor De Rosa E Carvão

Assista o programa O Som Do Vinil

11 thoughts on “Marisa Monte – Verde Anil Amarelo Cor de Rosa E Carvão (1994)

  1. Hallo, always great to see other people through the hole world in my searching, I really appreciate the time it should have taken to put together this awesome article. Cheers Myriam Jareb Langill

  2. Hou la la! Cela pourrait être l’un des blogs les plus utiles que nous ayons jamais vu sur ce sujet. En fait magnifique. Je suis également spécialiste de ce sujet afin que je puisse comprendre vos efforts. Agnese Fletch Tulley

  3. A excellent article, I just given this onto a colleague who was doing a analysis on this. And he ordered me lunch because I found it for him :). So let me rephrase that: Thankx for taking the time to talk about this, I feel strongly about it and enjoy learning more on this topic. If possible, as you become expertise, would you mind updating your blog with more info? It is extremely helpful for me. Joice Artur Tanah

    • Hello Joice, thank so much for read our matter, we love to write about music and everything that involved the production a great album. Check back often you can 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *